1 de julho de 2009

FARELO DE ARROZ

Doutor pela Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp, o engenheiro mecânico Carlos Roberto Rocha, hoje professor da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), desenvolveu uma tecnologia que permite ampliar o aproveitamento do farelo de arroz. Segundo ele, o farelo de arroz é rico em fibras, possui mais de cem tipos de antioxidantes, ajuda a reduzir o colesterol do sangue e foi a primeira fonte para a produção de vitaminas do complexo B. Mas, apesar de ter estas e outras propriedades, é normalmente descartado ou subutilizado — acrescentado a rações para animais — pelo fato de deteriorar-se muito rapidamente. Rocha conseguiu resolver esse problema usando microondas para tratar termicamente os grãos de arroz, durante um curto período de tempo, logo após o beneficiamento. Em 2002, ano em que concluiu seu doutorado, ele registrou dois pedidos de patente referentes à tecnologia — ambas fazem parte do banco de patentes da Agência de Inovação da Unicamp (Inova) e podem ser consultadas pelos números de protocolo PI0203682-7 e PI0203014-4. A principal barreira para que a tecnologia seja empregada na indústria é, de acordo com o inventor, a inexistência de um equipamento capaz de tratar o farelo de arroz em larga escala. Arroz integral: farelo de arroz possui atividade antiradical hidroxila, antiradical superóxido e contém em sua composição: SODCu – Zn O farelo de arroz na concentração de 50 mg/ml consegue varrer 99,2% dos radicais hidroxila e 98,8% dos radicais superóxido presentes em preparação padronizada. O farelo de arroz possui outras atividades e funções do ponto de vista nutricional. Vamos discorrer brevemente sobre algumas dessas propriedades. Lembrando que o arroz normalmente consumido pela população em geral é desprovido destas propriedades pois ele é processado, chamado ironicamente de arroz beneficiado, é o arroz branco desprovido de inúmeras vitaminas e sais minerais. O farelo é administrado ao gado ficando para a população praticamente só os carboidratos. COMENTÁRIO Perdemos a oportunidade de obtermos os benefícios acima apontados quando ingerimos o arroz comum, o arroz branco porque foi “beneficiado” como assim é chamado algo que não nos beneficia em nada. O farelo de baixíssimo custo é dado aos porcos, às galinhas e ao gado. ________________________________________ A Sra. Rita de Cássia Carvalho é enfermeira , mestre em nutrição e autora de brilhante tese sobre os benefícios do farelo de arroz na saúde Rita de Cássia Carvalho José de Felippe Junior

Nenhum comentário: